Débora Gregorino

Cheguei por aqui, há 38 anos, numa família católica que flertava com o espiritismo. A primeira referência sobre espiritualidade e fé veio da amorosa avó Mariazinha. Devota de Nossa Senhora de Fátima e Preto Velho, ela não deixava de se ajoelhar em frente ao altar, com seu tercinho nas mãos, olhos fechados, todo santo dia rigorosamente às 18 horas.
Eu amava aquela cena e sentia-me segura. Se a avó estava rezando por nós, tudo ficaria bem.

Já no colégio, de freiras, eu me rebelei. Não aceitava os dogmas religiosos que me eram impostos sem explicação. As aulas de história despertaram o meu senso crítico. Por um momento, a pisciana se viu perdida. E se esse negócio de fé fosse uma balela? Lia tudo o que me caia nas mãos sobre as religiões do mundo, eu precisava saber quem era Deus.

Margot surgiu na minha vida quando eu despertava para o fato de que tinha algo diferente acontecendo comigo. A sensibilidade que eu não compreendia – e nem queria saber que existia – não poderia mais ser ignorada. Com muita paciência e amor, essa avó e mestra, que eu ganhei de presente com o segundo casamento da minha mãe, me conduziu para o meu destino.
Foi através dos ensinamentos dela e da meditação que eu cheguei onde queria. Tudo fez sentido. Deus, essa energia que está em todas as coisas, aqui, ali e além. Um mundo novo se abriu, eu aprendi a lidar com as energias, a ler o céu, as cartas do Tarô e a vida. Conheci os ensinamentos de Osho, que me instigaram a ser mestre de mim mesma. 

O trabalho aconteceu online. Fui estagiar no primeiro site de atendimento esotérico do Brasil, há 13 anos, e nunca mais sai dessa área. Hoje presto serviço para empresas do ramo, como consultora e editora. Atuo no Brasil, Argentina e Portugal.

Pela necessidade de ter um trabalho autoral, criei o Mundo da Lua – Astrologia & Imagem. O blog nasceu em 2008, quando eu comecei a despertar para a fotografia e a retratar as cenas cotidianas das cidades que eu visitava. Me dei conta de que o céu estava presente nas imagens, muitas vezes. Assim, o horóscopo ganhou ilustração. Cada fotografia transmite a energia dos trânsitos astrológicos do dia, especialmente os da Lua.

Até o momento, não encontrei todas as respostas. Mas, já me dei conta de que a pergunta é mais importante.

O que você quer saber?




Nenhum comentário: